Copo de 3

25 fevereiro 2017

Monólogo Chardonnay P706 2015


Começo por destacar o bonito rótulo deste Monólogo Chardonnay cujas uvas são provenientes da parcela P706 da Quinta dos Espinhos. Um vinho oriundo da zona de transição entre as regiões dos Vinhos Verdes e o Douro, a mostrar-se dominado pela  elegância com a fruta tropical e de pomar a marcarem presença, ligeira geleia bem fresca num todo bastante harmonioso. Fundo com ligeiro amanteigado a contribuir para uma boa sensação de untuosidade, replica tudo na prova de boca num vinho que alia frescura com elegância, o preço ronda os 7,5€ e mostrou ser uma bela surpresa. 90 pts

Procura branco 2013


Dois anos depois de ter encontrado as vinhas para o Procura tinto, Susana Esteban encontra em Portalegre uma vinha velha de 80 anos com mistura de castas e baixíssima produção situada na Serra de São Mamede. O vinho passa oito meses em barrica usada, mostra-se muito fresco sem que a madeira se faça notar por algum instante, é a fruta (citrinos e pomar) que o domina num fundo austero e mineral. Na boca é muito fresco, fruta a meio tom num conjunto tenso, com nervo e a terminar com boa dose de secura. O preço ronda os 24€. 91 pts

23 fevereiro 2017

Messias Grand Cuvée Blanc de Blancs Bruto 2010


Saltou para a mesa e cativou no imediato pela maneira cuidada como se apresenta, o restou foi uma boa surpresa que este Blanc de Blancs das Caves Messias me proporcionou. Um espumante a mostrar-se bem fresco desde o primeiro instante com a fruta branca bem madura em sintonia com leve nota de biscoito, fruto seco e tosta que lhe confere uma ligeira sensação de cremosidade. Acima da média nos argumentos que mostra de forma firme e convincente, equilibrado, fresco e prazenteiro, daqueles espumantes que por coisa de 15€ fazem um brilharete em qualquer ocasião. 91 pts

Rota da Bairrada Apresenta Cartão de Cliente



A Associação Rota da Bairrada apresenta uma nova ferramenta de fidelização à Bairrada, o Cartão de Cliente. Gratuito, fácil de usar e com vantagens para os seus utilizadores, este cartão pretende estreitar e reforçar a relação entre o cliente e a região que representam, a Bairrada.


No dia 27 de janeiro foi oficialmente lançado o Cartão que pretende aproximar a Bairrada dos seus adeptos. Falamos do Cartão de Cliente da Associação Rota da Bairrada. Pessoal e intransmissível, pode ser solicitado fisicamente num dos Espaços Bairrada ou on-line em loja.rotadabairrada.pt mediante o preenchimento da Ficha de Adesão. De utilização gratuita, este Cartão de Cliente oferece vantagens únicas aos seus aderentes, nomeadamente:
  • Acumulação de pontos nas compras realizadas nos Espaços Bairrada ou no site de e-commerce da Associação loja.rotadabairrada.pt, que posteriormente poderão ser trocados por um ou mais produtos presentes no Catálogo de Pontos Bairrada (1 euro = 1 ponto);
  • Oferta de descontos diretos em compras realizadas apenas nos Espaços Bairrada. Todas as compras realizadas de valor igual ou superior a 100 euros asseguram um desconto de 10% na própria compra; No site de e-commerce - loja.rotadabairrada.pt, e em compras do mesmo valor, 100 euros ou superior, o desconto está implícito na oferta dos custos de transporte;
  • Oferta de descontos diretos, promoções e/ou campanhas temáticas associadas aos produtos e/ou serviços comercializados pelos Associados da Rota da Bairrada;
  • Oferta de descontos nas atividades organizadas pela Rota da Bairrada ? que serão variáveis e comunicados aquando do lançamento das diferentes atividades;
  • Acesso a informação privilegiada sobre as atividades, os produtos comercializados pela Associação, assim como ofertas e promoções exclusivas a clientes com cartão Bairrada;
  • Oferta de surpresa (produto/vale/desconto) no aniversário do cliente aderente.
O Cartão de Cliente pretende potenciar a relação da Associação com os seus clientes reforçando a sua preferência pela escolha dos produtos e serviços comercializados pela Rota da Bairrada e pelos seus diferentes Associados- Produtores de Vinho, Restaurantes, Hotéis, Municípios, Entidade Turismo do Centro e Comissão Vitivinícola da Bairrada. Isento de validade o Cartão de Cliente mantém todas as regalias em vigor em qualquer altura da sua utilização. Fidelização à região é o mote que inspira o lançamento do Cartão de Cliente que premeia o seu utilizador pela escolha da região Bairrada.

Adira já ao Cartão Cliente»

22 fevereiro 2017

Fonte do Ouro Grande Reserva 2013


Nuno Cancela de Abreu é um dos melhores e mais importantes enólogos a nível nacional, a sua carreira estende-se por mais de 25 anos por entre várias regiões e produtores. Teve um papel fundamental em muitos por onde passou, por exemplo em Bucelas onde criou as marcas Prova Régia e Morgado de Sta. Catarina, ajudando a catapultar a casta Arinto para a ribalta. A sua influência passou também pelo Ribatejo onde teve um papel importante na revitalização da Quinta da Alorna. Mas é no Dão e mais propriamente na Quinta da Fonte do Ouro (Nelas) que vamos centrar as atenções. O vinho em causa é o novo topo de gama do produtor, um Quinta da Fonte do Ouro Grande Reserva tinto da colheita de 2013, com preço a rondar os 35€. Criado a partir do lote das castas Touriga Nacional, Jaen e Tinta Roriz, um puro sangue do Dão, corre-lhe pelas veias a terra onde nasceu mostrando-se ainda jovem mas com uma enorme elegância e frescura de conjunto. A fruta bem fresca e ácida nas várias nuances de frutos silvestres, não falta o fundo mineral, o toque de mato rasteiro, a caruma e o balsâmico com alguma barrica pelo meio. Taninos a comandar a prova na boca, fresco, amplo, belíssima estrutura suportada por uma fruta fresca e bem limpa. A elegância e frescura são pontos de ordem num vinho com nervo que dá um tremendo prazer a beber desde já com pratos de bom tempero ou daqui por alguns anos. 94 pts

Gosset Grand Blanc de Blancs Brut Champagne


A Gosset é considerada a mais antiga casa de Champagne (1584), este exemplar em prova é um Blanc de Blancs (100% Chardonnay) e chega a Portugal pela mão da Garcias, com um preço em loja a rondar os 60€. Pensem numa espada samurai, este vinho mostra-se extrema elegância mas com uma acutilância e precisão que o domina por completo, com uma pureza de aromas e sabores muito acima da média. Depois é um desfile de classe com um bouquet cheio de fruta branca, casca de limão, flores brancas com ligeiras notas de levedura em fundo. A acidez revigora o palato, sem cansar é a acutilante acidez que tem que numa fina austeridade mineral aporta boa dose de secura. Estrutura firme, elegante e a pedir mesa por perto onde certamente brilhará com umas ostras ao natural. 94 pts

18 fevereiro 2017

Pinhal da Torre Syrah 2013


Nascido e criado em Alpiarça mais propriamente na Pinhal da Torre, este Syrah cujo preço ronda os  25€ e afirma-se e conquista no imediato pela enorme qualidade. Sem excessos, soube deixar as gorduras e as doçuras de lado, é um atleta de alta competição com músculos bem torneados e com uma taxa de gordura muito baixa. Será de esperar pois então um perfil de grande frescura, bom de cheirar com a fruta bem fresca e ácida, madeira aporta a complexidade necessária para o elevar a uma dimensão superior de qualidade. Saboroso e a saber conjugar elegância com uma boa carga de energia, fruta a explodir de sabor, estruturado mas firme e muito tenso, feito para ser bebido agora ou durar por muitos anos. Atinge uma dimensão que é rara encontrar por Portugal em vinhos desta casta e por momentos remete-nos para outras paragens. 95 pts

17 fevereiro 2017

Ponto Cego branco 2014

Damos um salto até à região dos vinhos de Lisboa, mais propriamente a Alenquer e uma das suas histórias Quintas, a Quinta dos Plátanos, de onde sai este Ponto Cego branco 2014. Este vinho resulta da combinação das castas Fernão Pires com Arinto, tendo como seu mentor o produtor Joaquim Arnaud. Um branco num muito bom momento para ser bebido se bem que mostra à vontade para mais uns bons anos em garrafa. Muita frescura num conjunto algo tenso e com bom nervo onde as duas castas dão origem a um conjunto fresco, perfumado e de média intensidade. Será sempre vinho para ir à mesa a acompanhar pratos de bom tempero, que tem estrutura para aguentar o embate por exemplo de um atum braseado. 89 pts

15 fevereiro 2017

Ravasqueira Espumante Grande Reserva 2012


O Monte da Ravasqueira está a proceder ao lançamento de dois novos vinhos de produção limitada que representam dois importantes tributos, o Ravasqueira Espumante Grande Reserva e o MR Premium Touriga Nacional, ambos da vindima de 2012 e que prestam homenagem, respectivamente, ao tapete de Arraiolos e aos 20 anos decorridos sobre a conquista do Campeonato do Mundo de Atrelagem, que teve lugar na Bélgica em 1996, por cavalos lusitanos do Monte da Ravasqueira. A presença dos tapetes de Arraiolos no Monte da Ravasqueira está historicamente ligada à Ermida de Santo António O Velho, templo religioso datado do início do século XVI que fica dentro do perímetro da propriedade e que albergou, até há poucos anos, um muito antigo tapete de Arraiolos que embeleza hoje uma das principais salas da Casa do Monte da Ravasqueira. É justamente esta ligação e historicidade que justificam a homenagem ao tapete de Arraiolos, bem patente no design da sua garrafa e embalagem.

O Ravasqueira Espumante Grande Reserva 2012 é um vinho criado a partir de uvas da casta Alfrocheiro vindimadas à mão e produzido segundo o método tradicional, com a segunda fermentação em garrafa, onde estagiou sobre as borras durante 36 meses. Tudo muito cuidado e rigoroso, assente no bom gosto que sempre pautou por estes lados, sendo este espumante disso um claro exemplo. Compra-se na loja do produtor e paga-se pela qualidade e pela exclusividade de um produto que nos dá a garantia de plena satisfação à mesa, servido em ocasião especial ao lado daqueles que gostamos e que nos acompanham. Mais do que aromas ou sabores é o prazer que nos proporciona, é a frescura, delicadeza e enorme elegância com que se apresenta no copo. É fantástica a ligação que faz com ostras e demais bichos do mar, mas acima de tudo é um vinho para brindar à vida e à amizade. 93 pts
 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.